Edição Nº 5 | Data : 11/10/2006

Indique este informativo para um amigo. Clique aqui!
Notícias
 
- STJ altera a Redação da Súmula 111 para facilitar o entendimento da mesma.
- Sinajur propõe a criação de cursos profissionalizantes ao MEC.

Saiba mais>>
 
Carta do(a) Leitor(a)
 
Aviso aos navegantes.
Cartas à Redação
.
Saiba mais>>
 
Artigos
 
 DEMOCRACIA E CONTROLE DO JUDICIÁRIO

“Volta e meia vem à tona a questão do controle externo do Judiciário. Quando ela ressurge, a polêmica se instala e a vetusta instituição diz ser desnecessário. Afinal, a Justiça já tem várias instâncias reguladoras, por que mais uma e, ainda por cima, externa?” - Por Luís Carlos Lopes, professor do Instituto de Artes e Comunicação Social da Universidade Federal Fluminense (UFF).
Leia mais >>
 
Sinajur Cidadania
 
Dicas legais para o cidadão comum
 
A leitora Ariadne G. Ghenov Pimenta é Assistente Social no município de Araguari. Em contato com a Redação, Ariadne fez questão de exercer o dever da cidadania: traduziu seu conhecimento em palavras escritas e pediu à Equipe Sinajur que o compartilhasse com os demais leitores.

O texto enviado pela leitora objetiva explicar e informar os passos que o cidadão deve seguir para obter os benefícios previdenciários e do Governo Federal. Especificamente, ela dá dicas sobre os Benefícios Auxílio-Doença e Aposentadoria por Invalidez.

Confira aqui >>
 
Juízo Crítico
 
"Questionar é preciso"
 
Exame de Ordem

O Exame de Ordem é uma necessidade, em razão da má qualidade do ensino jurídico. Mas a forma de escolha de examinadores também tem deixado a desejar, pois não há período de inscrições, nem se exigem pós-graduações ou que se seja professor.

Além disso, as provas são voltadas apenas para questões judiciais e processuais, esquecendo a amplitude social do Direito e até mesmo matérias fundamentais da grade curricular. O SINAJUR acredita que seria importante que o MEC pudesse indicar pelo menos um examinador ou fiscal para acompanhar o Exame.

Por fim, já que existe o Exame de Ordem, não faz sentido exigir o diploma de bacharel em Direito - qualquer cidadão deveria ter o direito de fazer o Exame. Você concorda ou discorda, leitor (a)?

Comente aqui >>
..................................................
Pela renovação nos concursos públicos

Em análise interna, o SINAJUR notou que os concursos públicos são necessários, mas precisam ser reformulados, pois não estão avaliando conhecimentos específicos para os cargos a serem ocupados, nem a experiência de vida e de trabalho dos candidatos. Ou seja, acabaram se tornando grandes vestibulares para os quais se decoram conceitos teóricos elaborados por examinadores que, embora sejam capacitados, em sua maioria estão divorciados da prática do trabalho em si.

Outro problema dos concursos é a falta de avaliação efetiva no exercício da função, onde o servidor passa a ser dono do cargo. Em tese, a exigência de diplomas para os concursos ainda é um critério que precisa ser repensado, porque, afinal, acaba provocando a exclusão de muitos e o interesse de outros em "adquirir" diplomas.

O SINAJUR defende que, a rigor, o concurso deveria avaliar os conhecimentos da carreira “X” e, se o candidato fosse aprovado, inclusive na prova prática, seria porque tem o conhecimento.

Ademais, hoje as coisas avançam muito rapidamente e os autodidatas conseguem aprender mais rápido, não fazendo mais sentido o dogma de tantos anos de matéria “Y” para se obter a graduação, pois quando o indivíduo vier a se formar, o conhecimento já terá mudado. Será "engenheiro de carroças" em pleno mundo digital, por exemplo.

Qual é a sua opinião sobre o tema, leitor(a)?
Comente aqui >>
..................................................
OBRIGADO POR PARTICIPAR!
 

conheça o
SINAJUR

Sistema Nacional de Assistência Jurídica
O SINAJUR (Sistema Nacional de Assistência Jurídica) é uma proposta de modelo democrático baseado na livre escolha pelo cidadão carente de qual advogado, público ou privado, o irá representar judicialmente ou emitir consulta jurídica, ficando assegurado o direito de escolha e o princípio da confiança no causídico; de atendimento jurídico baseado na livre escolha do cidadão de quem o irá representar.

É também um projeto social sem fins lucrativos.

Visa ampliar a oportunidade de trabalho para recém-formados e do atendimento jurídico - envolvendo iniciativas privadas, estatais e sociais englobando Municípios, Cooperativas de Serviços Jurídicos, Sindicatos, ONGs, OSCIPs, escritórios-modelo de faculdades, Defensorias, Advocacia Pro Bono convênios com a OAB, Planos de Atendimento Jurídico com pagamento mensal, Tribunais Arbitrais e Juizados de Conciliação – e a divulgação de informação jurídica através de meios de comunicação para atingir coletivamente a população.

Home |
O SINAJUR |
Contato |

 
......................................
 

Obs.: Este informativo não é um spam e não tem a intenção de invadir a sua caixa postal com conteúdo indesejável. Por gentileza, caso você não queira ler ou participar das atividades propostas neste Informativo, cancele o recebimento. Para tanto, basta enviar um e-mail para cancelar@sinajur.org.
 
......................................
 
EDITORIAL
 
Este informativo virtual é uma realização do Sistema Nacional de Assistência Jurídica - SINAJUR. Por meio de conteúdo interativo, este veículo de comunicação se propõe a informar, analisar novas propostas, incentivar a criação de idéias – sérias, inovadoras e eficientes – e a debater temas polêmicos dos sistemas Jurídico, Político e Social.

O Informativo On-Line SINAJUR pretende, também, agregar mais conhecimento e fomentar a interatividade entre o veículo e o cidadão-leitor.

Caso queira participar, basta selecionar o tema de seu interesse, clicar no link proposto e interagir, com opiniões, comentários, argumentos contrários etc. Em suma, este é um veículo em que o leitor(a), além de ter acesso à informação democrática, ainda tem voz ativa nos debates propostos.

Seja bem-vindo (a)!
 
......................................
 
Resultado Enquete - Edição 04
Confira as enquetes na edição anterior.
Clique aqui.
 
Direito de Escolha:
Sim, sou a favor do direito de escolha do cidadão. – 35 votos (87,5%)
Não, o Estado deve impor o advogado ao cidadão. – 5 votos (12,5%)
Total de votos - 40 votos
 
OBS.: O resultado da votação foi baseado por número de IP. O encerramento da votação aconteceu no dia 9 de outubro, às 9 horas. O SINAJUR só não proporciona o resultado da enquete em tempo real devido ao fato de que não possui a tecnologia necessária para tanto. Caso você seja especialista em informática e queira enviar o programa utilizado em situações como esta para a Redação – dividir seus conhecimentos –, sinta-se à vontade para fazê-lo. O resultado não tem valor científico. A enquete representa apenas a opinião dos internautas que participaram da votação.
 
Enquete da semana